Quinta-feira, 31 de Julho de 2008
RANÉLCIA LIA

- Ah, Ranélcia Lia, um dia ninguém será de ninguém!

- E os psiquiatras, os psicólogos, as cartomantes e os fabricantes de antidepressivos fecharão as suas portas.

- A sua plumagem, hoje desbotada, ganhará novas cores.

- Os seus olhos terão o brilho da sua alma plena.

- Os seus braços e as suas pernas serão asas.

- A sua liberdade iminente.

- E eu, Ranélcia, sonho por você, e mais: estarei no nosso ninho de amor, à sua espera, por anos e anos se preciso for!

- As aves, Ranélcia, por mais livres que sejam, não voltam ao ninho... sempre?
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 04:19
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 30 de Julho de 2008
QUASÍMODA MASSAFERA

- Ah, Quasímoda Massafera, hoje eu me toquei... e deu dó!

- Lembrei-me de quando te conheci: cabelos esvoaçantes - da hora, pele de maçã, lábios de seda, mãos de fada, peitinhos empinados, barriguinha côncava, bundinha dura, coxas... meu Deus, aquelas coxas, aquelas panturrilhas... aqueles pezinhos!

- Hoje de manhã, no tanque - caralho!

- Já vi sapo se transformar em príncipe, rã se transformar em princesa, mas nunca tinha visto uma deusa se transformar numa piniqueira.

- Puta que o pariu, a consciência bateu pesada!

- Tudo culpa minha!

- Eu deveria ter te proibido de me amar.

- Eu sou um egocentrista destruidor de belezas

- Você nem acabou de ficar feia e já tô de olho em Rielma Estelle: ah, aqueles cabelos esvoaçantes - da hora, pele de maçã, lábios de seda, mãos de fada, peitinhos empinados, barriguinha côncava, bundinha dura, coxas... meu Deus, aquelas coxas!, aquelas panturrilhas... aqueles pezinhos!

- Eu, Quasímoda,  sou um monstro tarado por mulheres lindas.

- Eu não presto!
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 06:59
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 29 de Julho de 2008
POLINA CECÍLIA

- Ah, Polina Cecília, sou muito grato por você ter me dado 06 filhos, 04 cachorros, 02 gatos, 01 papagaio... e muitos débitos nos cartões de crédito!

- Sem você acho que eu não seria ninguém.

- Sempre fui atrapalhado: um dia com Gilberta Maura, outro com Alexandra Jandira, outro com Minerva Augusta, outro com Licínia Margarida, outro com Railsa Cristina, outro com... sei lá, eram tantas!

- Viagens: Caribe, Itália, França, África, Holanda, Índia.

- Cinema, teatro, autódromo, restaurantes, carnaval em Olinda, Salvador... Rio de Janeiro.

- Minha vida era muito monótona sem você.

- Hoje, graças a você, sou mais organizado: sei exatamente o que eu tenho que fazer.

- De manhã eu limpo a merda dos cachorros, jogo uma agüinha sanitária e passo um paninho úmido; troco a caixa de merda dos gatos; limpo o poleiro do papagaio e me emociono - adrenalina pura - com o tamanho das faturas do Visa.

- Você, Polina, deu outro sentido à minha vida!

- Eu não sabia que existia a felicidade.

- Obrigado por existir!
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 06:21
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 28 de Julho de 2008
OBELIZA JATIENNE

- Ah, Obeliza Jatienne, o mundo já foi das fêmeas, dos machos, das fêmeas, dos machos... historicamente falando.

- Hoje, em parte, o mundo é dos machos/fêmeas, das fêmeas/machos... graças a Deus!

- Dividir responsabilidades, ser duplamente filhos-da-puta é o grande barato! 
- Eu quero, Obeliza, me incorporar a você e quero que você se incorpore a mim.

- E quero realizar o meu grande sonho: euvocê, vocêeu.... os direitos extremamente iguais.

- Que o mundo do macho e da fêmea se dilua no nosso incorporar-se.

- E que os papéis se invertam e se revertam.

- Ai, só por desaforo, vou chamar você pra discutir a nossa relação.

- Só pra ver você suar frio.

- E sentir na pele o que é explicar o inexplicável.
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 10:48
Link do post | Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos

Domingo, 27 de Julho de 2008
NIELINA LEANDRA

- Ah, Nielina Leandra, quando eu era adolescente, me lembro, fiz um poema pra você!

- Juvenil, brega... apaixonado!

- Assim: Nielina, Nielina, quando você crescer vai ser minha menina!

- Não foi um poema!

- Foi uma praga!

- Sobrou!

- Caralho, eu queria que você fosse minha menina inocente e linda!

- Não a minha sina!

- De viver eternamente de Aspirina.

- Minha dor de cabeça... Nielina!
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 07:02
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 26 de Julho de 2008
MAIARA MAÍRA

- Ah, Maiara Maíra, você precisa dar um novo rumo à sua vida.

- A sua vida é muito pequena!

- Sua vida é o resumo da minha vida.

- E eu não sou lá essas coisas todas.

- Eu sou apenas mais um idiota metido a imbecil.

- Um tolo que cumpre à risca o seu papel de macho.

- Um hipócrita, eu juro, que não está nem aí pra você!

- Você tem o direito de ser feliz... de ser plena!

- E eu, Maiara, sou o espinho que tortura o seu coração derrotado.

- O seu coração apaixonado.

- Por mim!
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 05:15
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 25 de Julho de 2008
LIAURA ANGELINE

- Ah, Liaura Angeline, bom mesmo seria se conciliássemos o nosso amor por nós mesmos e o nosso amor pelo outro!

- Se chegássemos a um acordo em relação aos nossos dois desejos: o nosso viver juntos e a nossa liberdade individual.

- Se eu adaptasse a minha dualidade à sua, e vice-versa.

- Se caminhássemos de mãos dadas rumo à luz do sol... à vermelhidão dos arrebóis.

- Se fôssemos pássaros aprendendo e dividindo as experiências dos pequenos vôos.

- Se conseguíssimos fazer da nossa relação um ideal das nossas vidas e não uma obrigação entediante e mórbida.

- Bom mesmo, Liaura, seria se fôssemos felizes sendo duas pessoas diferentes!
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 07:57
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 24 de Julho de 2008
KALINDA ÉVORA

- Ah, Kalinda Évora, de quantas concessões é feito o nosso amor?

- De quantas vontades enrustidas?

- De quantos sonhos trancados?

- De quantas palavras amargas?

- De quantos silêncios secretos?

- De quantos sorrisos baratos?

- De quantas asas cortadas é feito o nosso amor?

- O amor, pra mim, é fonte de vida, é liberdade, é viva e deixe viver!

- Nós estamos encrencados, Kalinda.

- O nosso amor se resume no morra e deixe morrer!
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 07:16
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 23 de Julho de 2008
JULIENNE ISABELE

- Ah, Julienne Isabele, eu vou te contar um segredo!

- Eu não sabia que você fazia tanta falta.

- Sempre te deixei 1/2 que de lado.

- Na verdade sempre te esbanjei pra não te dar mole.

- Pra não te dar direitos, entende?

- Pois é!

- Mas agora descobri a sua falta.

- A sua falta anda 1/2 que me deixando de 4!

- Anda 1/2 que me matando.

- Se você, Julienne, não aparecer em 2 dias vou escrever um bilhete e vou cortar os pulsos!
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 08:03
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 22 de Julho de 2008
ILYÊ SILVINA

- Ah, Ilyê Silvina, nos últimos dias andei fazendo umas contas!

- Nos nossos 10 anos de vida contabilizei 980 "vamos discutir a nossa relação."

- 1433 "você não liga pra mim."

- 789 "você não me ama mais."

- 1051 "eu não agüento mais."

- E continuo contabilizando.

- Nem cheguei ao departamento do "você anda aprontando alguma."

- Você, Ilyê, deveria ser a presidenta do sindicato das esposas insatisfeitas.

- Vá reclamar assim de um santo como eu não sei onde!
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 07:36
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 21 de Julho de 2008
HAWANA MATILDA

- Ah, Hawana Matilda, a saudade às vezes é um sentimento doloroso!

- Bate tão fundo, na alma, que é impossível não soltar minúsculos gemidinhos de dor.

- E, na madrugada, eles absorvem o silêncio embriagado de lembranças.

- E me fazem virar na cama.

- E me fazem suar frio.

- E me fazem trazer você pra junto de mim.

- E, num desespero, com um gemido medonho, eu agarro a sua imagem nebolusa e rolo na cama envolto pelos seus braços abstratos.

- E em êxtase, Hawana, eu choro nos braços da minha concreta solidão.
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 07:28
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 20 de Julho de 2008
GENÍSIA ROSA

- Ah, Genísia Rosa, numa coisa você tem razão!

- Precisamos discutir nossa relação.

- Se é que temos uma relação!

- Você ainda se lembra do meu nome?

- No momento meu nome é 'Ô'.

- Ô, cê não vai ao mercado?

- Ô, cê botou ração pro cachorro?

- Ô, cê botou o lixo pra fora?

- Você, Genísia, pra mim ainda é Gê!

- Mas tô pensando seriamente em cortar o G.

- Aí ficamos em pé de igualdade.
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 07:11
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 19 de Julho de 2008
FRIESNA ALVA

- Ah, Friesna Alva, ontem estive pensando em você.

- Até escrevi o seu nome no meu diário.

- Com letras góticas, vermelhas.

- Abri a gaveta da cômoda e lá estava você, quietinha, amassada sob o peso de uma cueca azul.

- Pensei em tirá-la de lá, mas abandonei a idéia.

- Você fez por merecer este abandono.

- Na última vez que te vi, Friesna, você foi sincera demais!

- Tão sincera que, até hoje, eu continuo com a impressão de que nunca mais serei amado.

- E que o chão do mundo se acabou.

- E todos os dias são cinzentos.
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 07:00
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 18 de Julho de 2008
DIALCENIRA CRISTINA

- Ah, Dialcenira Cristina, me ensinaram na escola que 2 + 2 = 4!

- Sempre!

- Parece que você estudou em escola diferente da minha.

- Pra você 2 + 2 são sempre 5, às vezes 6... ou 7.

- Depende do seu estado de espírito.

- E da medida do seu amor por mim.

- Você revolucionou a matemática.

- Depois de você, Dialcenira, nada mais será exato!

- A não ser a sua mórbida teimosia em me contrariar diariamente.
.
(Texto: Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 07:39
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 17 de Julho de 2008
ELDECYRA LEANDRA

- Ah, Eldecyra Leandra, sinceramente não posso garantir que estarei aqui amanhã de manhã!

- Andei pensando e acho que é hora de voltar à vida.

- O nosso silêncio anda fazendo um barulho danado na minha cabeça.

- Terremotos, tsunamis, vulcões... silêncios!

- Eu quero ao menos levantar de manhã e ouvir um bom-dia!

- Um como vai!

- Um oi!

- Nós dois, Eldecyra, economizamos muitas palavras e esbanjamos silêncios.

- E nos locupletamos na fúria dos nossos olhares magoados.
.
(Texto: Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 08:18
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 16 de Julho de 2008
COSETE HELENA

- Ah, Cosete Helena, no dia em que nos conhecemos choveu canivetes!

- Tá lembrada?

- Vermelhos, azuis, amarelos, verdes, brancos... negros!

- Era o princípio de uma tragédia - se não tivesse sido cômico - o nosso amor irônico.

- Você, Cosete, ao se juntar a mim construiu o circo!

- De um só palhaço... Eu!
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 06:26
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 15 de Julho de 2008
BILDA CRÉCIA

- Ah, Bilda Crécia, por enquanto não posso dizer nem que sim nem que não!

- Mas se você assim quer vou ver o que eu posso fazer.

- Deixa-me ver se eu entendi:

- Você quer que, a cada manhã - quando acordar - eu olhe bem no fundo dos teus olhos e diga: te amo!

- Mas logo de manhã?

- Não dá pra ser durante o dia?

- De manhã, Bilda, você, com os seus cabelos desgrenhados, fica parecendo a Senhora Satanás quando briga com o marido.

- Te esconjuro, mulher!
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 07:54
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 14 de Julho de 2008
ALZILÊNIA MARCOLINA

- Ah, Alzilênia Marcolina, você é uma mulher que me deixa sem palavras!

- Sem atitude.

- Sem rumo.

- Sem nada.

- Você precisa afrouxar o nó do pescoço da minha alma.

- O amor precisa respirar.

- Precisa, de vez em quando, deixar as asas azuis flanar sobre a vermelhidão de um arrebol.

- Só isso!

- Depois, Alzilênia, o amor retorna a casa.

- Manso e terno... sem conflitos.
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 08:19
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 13 de Julho de 2008
SADOZINA MIRELLA

- Ah, Sadozina Mirella, este teu ciúme ainda vai dar em merda!

- Pô, não posso mais sonhar!...

- Olhar para os lados!...

- Falar nome de mulher!...

- Tomar banho sozinho!...

- Ah, Sadozina, por que você não fura os meus olhos, corta a minha língua e as minhas mãos, me castra e me costura o... ?!
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 06:15
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 12 de Julho de 2008
SIGNORINA HELENA

- Ah, Signorina Helena, sabe aqueles dias que você sai da cama e sente que perdeu o ritmo?

- Pois é, acordei assim hoje.

- Estou meio sem chão... assim meio perdidão no emaranhado de merdas da minha vida.

- Eu só faço cagada, Signorina!

- Mas, afinal de contas, ontem à noite eu só dei um beijinho de boa-noite em Suzanete Leocádia; nada de tão sério a ponto do você cortar os pulsos,  tomar 20 Diazepans e tentar se enforcar com o fio do ferro de passar roupa.
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 08:02
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 11 de Julho de 2008
ANDRIZEIDE BETINA

- Ah, Andrizeide Betina, o seu "a gente se vê  por aí"  é o nosso divisor de águas.

- Eu falo do Palmeiras, você do Galvão..

- Da Bolsa de Valores, você do Faustão.

- Da corrupção, você da Xuxa.

- Do Lula, você do Jô.

- Ah, Andrizeide, só vamos ser felizes no dia em que o governo caçar a licença da Globo!
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 06:21
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 10 de Julho de 2008
ROMEIKA LAVÍNIA

- Ah, Romeika Lavínia, você mudou a minha vida para sempre - da água pro vinho!

- Antes eu era um zero à esquerda, hoje eu sou um zero à direita.

- Antes eu era um fracassado de carteirinha, hoje eu sou um fudido sem carteirinha.

- Antes eu era um bêbado viciado em Engov, hoje eu sou um bêbado viciado em Prozac.

- Antes eu era um comedor compulsivo de Miojo, hoje eu sou um comedor compulsivo de Miojo.

- Antes eu era um freqüentador inveterado de zona, hoje eu sou um punheteiro inveterado.

- Você, Romeika, colocou a minha vida no eixo - no eixo da sua vida - na engrenagem perfeita da sua loucura delicada e bela.

- Hoje eu sou apenas um sujeito que morre de vontade de voltar a ser um zero à esquerda.
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 06:54
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 9 de Julho de 2008
SONARIADITE HERCULANA

- Ah, Sonariadite Herculana, eu queria que o nosso amor fosse um espetáculo.

- Um pôr-do-sol na Praia do Jacaré.

- Um Fla-Flu no Maracanã lotado.

- O beijo do Burt Lancaster e da Deborah Kerr no Além da Eternidade.

- Eu queria, Sonariadite, que nosso amor fosse a explosão da Pororoca no Amazonas.

- E não a queda das Torres Gêmeas do World Trade Center, todas as noites do nosso amor fundamentalista.
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 06:02
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 8 de Julho de 2008
MAURICÉIA JESUÍNA

- Ah, Mauricéia Jesuína, você sempre linda, maravilhosa e gostosa... e na sua!

- Não me canso de olhar os seus olhos!

- A sua boca!

- Os seus peitos!

- As suas coxas!

- Ah, Mauricéia, pula deste pôster para a minha cama... e me faça homem, mulher!...
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 06:57
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 7 de Julho de 2008
ADENEUZA FLORIPES

- Ah, Adeneuza Floripes, não pensa que eu me esqueci do nosso 1º roça-roça!

- A nossa 1ª melada de cueca/calcinha!

- O nosso 1º e maravilhoso 69!

- Aquela 1ª trepada tipo Sharon Stone e Michael Douglas em Instinto Selvagem!

- Cacete, Adeneuza, você se lembra de como a gente subia pelas paredes como se fôssemos lagartixas?

- E de como a gente via estrelas, luares, cascatas, campos de lantejoulas, pássaros cantando... de como a gente gritava, berrava, urrava, ria e se acabava naqueles orgasmos de 03 dias, 09 horas, 43 minutos e 21 segundos?

- Você se lembra?

.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 06:24
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 6 de Julho de 2008
DESPRAFONILDA ARABELLE

- Ah, Desprafonilda Arabelle, a 140 kms/h, mesmo estando puta da vida, é difícil pular de um carro.

- Mas como você é doida, e tudo é possível, vou aumentar para 160 kms/h.

- Pular tudo bem, mas pegar no volante não!

- Quem acha a vida um saco é você!

- Eu adoro a minha vida!

- Larga do volante, Desprafonilda, e pula logo!

- Que eu vou tomar uma cerveja com Desdeliza Jovelina no Boteco do Xinxim,  e ergueremos um brinde a você e à minha liberdade anunciada.
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 07:19
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 5 de Julho de 2008
JUVECLILDES MARLUCE

- Ah, Juveclildes Marluce, vou mandar erguer um monumento para sua teimosia!

- No topo do Everest.

- De aço e concreto.

- Cercado de grades do tamanho de árvores.

- Guardado por 10.000 guardas armados.

- Ah, Juveclildes, hoje eu tenho certeza: você e um burro, quando estão empacados, nasceram da mesma mãe!
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 04:56
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 4 de Julho de 2008
LUCIANDRA MAURÍCIA

- Ah, Luciandra Maurícia, dizem que o amor é uma flor roxa que nasce no coração dos trouxas!

- E que o amor começa na boca, termina nas coxas!

- Não tô nem ai: a flor pode ser vermelha, amarela, verde, azul... e se for roxa - não importa - por você, eu faço o papel de trouxa!

- Mas o que eu gostei mesmo foi deste negócio de boca e coxas!

- Você não faz idéia, Luciandra, de quantas vezes, no silêncio da noite, eu pensei na tua boca e nas tuas coxas!
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 06:47
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 3 de Julho de 2008
CAROLAINE FERNANDA

- Ah, Carolaine Fernanda, aquele litro de caipirinha de Olinda ainda está na minha cabeça!

- Porra, mulhé, tu queria dar banho no travesseiro, pensando que era a tua filha!

- Andou, pelada -  de 4 -  pra baixo e pra cima, no meio de 30 pessoas!

- Só faltou me chamar de santo, bolacha e rapadura!

- E ainda queria beber outro litro!

- Caralho, Carolaine -  tu,  quando começa a beber, é foda!

- Tu não tem fundo, mulhé?
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 05:36
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 2 de Julho de 2008
LIVERTINA FRANCISCA

- AH, Livertina Francisca, quantas vezes já te disse pra você não falar comigo em público?

- O nosso caso, Libertina, é  debaixo dos lençóis, nos becos escuros, nos motéis de 5ª categoria.

- Não quero nada com você, a não ser aquela lista de prazeres mundanos que você me proporciona.

- Quero, Livertina, um eclipse permanente, um apagão generalizado, uma cegueira coletiva.

- Aí, sim, eu desfilo com você pelas ruas da cidade e até faço de contas que você é a mãe dos meus filhos.

- Eu não tenho princípios, Livertina!
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 05:02
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 1 de Julho de 2008
ALTAMIRELLA VIRGÍNIA

- Ah, Altamirella Virgínia, eu sempre concordei que em mulher não se bate nem com uma flor!

- Nem com luva de pelica.

- Nem com a brisa da manhã que se anuncia.

- Nem com as asas do beija-flor que beija a flor.

- Ou com o ir e vir da maré calma do mar verde de João Pessoa.

- Ah, Altamirella, em você eu bato, com beijos ardentes, o teu ouvido e a tua boca; com a língua serpenteante, as tuas coxas e os teus seios; com o falo em fogo - rijo - o meio das tuas pernas!

- Eu te espanco todas as noites, Altamirella!
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 04:35
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Amor de fato é pássaro, não carrapato.
Fevereiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


Posts recentes

Entendimento

Êxtase

Amor descompensado

Suicídio

Ciúme

Estigma

Pele

Arquivos

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Julho 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Pesquisar neste blog
 
Ult. comentários
"louco por amor" foi o que me passou pela cabeça!
por acaso é mesmo!mas só pra ver por fora :) hahah...
Bom dia. É um belo teatro, não é?
olabem, tá muito boa essa apresentação breve ao am...
"Se voce me amasse, você me amava." Diga-se, talv...
Mais comentados
6 comentários
3 comentários
3 comentários
3 comentários
2 comentários
Links
Tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds