Quinta-feira, 11 de Dezembro de 2014
Amor descompensado
A você que está chegando, não posso prometer nada.
Sou vago, travado, desalinhado, atravessado, atrapalhado.
Não agrado, não afago, não olho de frente, olho de lado.
Quer ficar, fica.
Só não me ame agarrada.
Que de amor descompensado, eu já enchi o saco.

TõeRoberto



Publicado por Antonio Medeiro às 21:07
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 11 de Abril de 2014
Ciúme

Ela jura que eu fiz.

Eu juro que não fiz.

Ela jura que eu fiz.

Eu juro que não fiz.

Ela...

Meu maior erro?

Foi não fazer.

TõeRoberto



Publicado por Antonio Medeiro às 21:19
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 14 de Março de 2014
Estigma

Ela nunca entendeu a extensão do meu amor sem amarras.

Me deixou porque tinha muita liberdade para ser feliz.

Não entendia amor sem ciúmes.

Amor sem posse.

Amor sem ranhuras.

Amor sem não.

Ela não entendia de amor.

Era só uma mulher perdida nos estigmas do seu coração.

TõeRoberto



Publicado por Antonio Medeiro às 20:53
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 2 de Março de 2014
Pele

Eu disse a ela:

Amor, o meu amor é assim mesmo.

Grandes braços, alma, coração, chave de todas as cadeias.

E ela:

Para que tudo tão grande?

Onde estão as cadeias?

Sou tão sua pele, seus pelos.

O que preciso?

Um arrepio de vez em quando, um triscar dos seus dedos.

O resto é pele na pele.

É simbiose de desejos.

E ponto.

Olhei para ela, pensei...

Melhor, não pensei.

Introspectei-me, dei uma torcida na alma, um aperto no coração...

E a beijei.

Na pele, a pele estremeceu...

E a pele, com a pele, se entendeu.

TõeRoberto



Publicado por Antonio Medeiro às 10:00
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 26 de Fevereiro de 2014
Vencimento

E eu que sempre achei que o amor não tinha data de vencimento.

Triste engano.

O dela venceu ontem.

Estou com a ordem de despejo no coração.

E a perplexidade...

TõeRoberto



Publicado por Antonio Medeiro às 14:00
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 27 de Junho de 2013
Pergunta

Antes dela, eu.

Durante ela, ela.

Depois dela, ?????

(...)

O amor é somente isso?

TõeRoberto


Tags: , , , ,

Publicado por Antonio Medeiro às 16:47
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 30 de Maio de 2013
Fdp

Ingrata?

Não!

Que nome se dá ao amor da vida gente que deixa de ser o amor da vida da gente?

Um...

Só um:

Filho da puta.

E só.

TõeRoberto



Publicado por Antonio Medeiro às 20:35
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 29 de Outubro de 2012
Confissão

Dois dias sem te ver foi o suficiente. 

Saí pra rua e arrumei outra. 

Você não era tão importante assim. 

TõeRoberto



Publicado por Antonio Medeiro às 09:58
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 13 de Agosto de 2012
Dói

Amor, por favor!

Eu já lhe disse mil vezes:

Não fale assim comigo.

Dói.

TõeRoberto



Publicado por Antonio Medeiro às 22:18
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 10 de Julho de 2012
Diversão

Para não deixar dúvidas:

Não conte comigo para o que der e vier.

Só assumo o que der.

O que vier você assume.

E esquece o meu nome.

O amor não me compraz.

É apenas diversão sem comprometimento.

Nada mais.

TõeRoberto



Publicado por Antonio Medeiro às 23:55
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 25 de Junho de 2012
Doidura

Confesso:

Eu sempre fui doido por essa mulher, mas sempre morri de medo dela.

Ela?

Areia demais pro meu caminhãozinho.

Solução?

Passei a amá-la na solidão do banheiro.

7 dias por semana.

30 dias por mês

365 dias por ano.

Manhã, tarde, noite.

Faça chuva ou faça sol.

TõeRoberto



Publicado por Antonio Medeiro às 23:55
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 15 de Maio de 2012
Amor indigesto

Aprendi aos trancos&barrancos a minha lição.

Nada mais indigesto que o teu amor.

Estilhaço de concreto no coração.

Afago sufocando a alma.

Correntes nos pés e nas mãos.

Venda nos olhos.

Olhar cravado de nãos.

Assim é o teu amor.

Carrasco de toda ilusão.

TõeRoberto



Publicado por Antonio Medeiro às 19:22
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 19 de Março de 2012
Chispa!

Estou avisando:

Se você der mais um passo, pulo no abismo.

Fique longe de mim.

Chega!

Chispa!

Estou cansado de me matar não me matando todos os dias...

E de renascer a cada manhã.

Prefiro morrer de vez que te amar.

Dessa vez é definitivo.

Nem mais um passo!

Senão...

Assassiiiiiiiina...

TõeRoberto



Publicado por Antonio Medeiro às 23:04
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 30 de Novembro de 2011
Abandono

Naquela tarde, depois de 17 anos, ela saiu da minha vida.

Perplexo, li o bilhete na porta da geladeira:

Não sofra! desde o 1º dia que te vi, nunca te amei.

Foi ruim enquanto durou.

Não me procure; eu nunca existi para você.

Tenha uma boa vida ao lado da tua chatice.

Um dedo para você.

Tchau!

TõeRoberto



Publicado por Antonio Medeiro às 00:26
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 24 de Setembro de 2010
Melodrama

À noite olho pra ela e fico pensando:

Será que ela me ama?

Será que ela me engana?

Será que ela é chama?

Será que ela é lama?

E penso o pior de tudo:

Será que a sua alma está comigo aqui na cama?

Ou sou apenas eu com a minha insegurança...

E o meu insuportável amor por melodramas.



Publicado por Antonio Medeiro às 08:32
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 27 de Agosto de 2010
Palavras vãs

Ontem, pensei:

Se você me amasse, eu seria livre para amar.

Se eu fosse livre para amar, eu te amaria.

E só!

O resto é prisão transformada em palavras vãs.



Publicado por Antonio Medeiro às 11:41
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 9 de Julho de 2010
Equívocos

O amor, meu amor, não tem fronteiras!

Mas você acha que tem.

Insiste em me ensinar que somos um só corpo... e alma.

Você me diz que onde eu começo, começa você.

Que onde eu termino, termina você.

Discordo... e digo:

Onde eu começo, termina você.

Onde eu termino, começa você.

A recíproca é verdadeira.

Beijos!



Publicado por Antonio Medeiro às 09:59
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 2 de Julho de 2010
O amor?

Uma coisa aprendi:

O amor não ama.

Não é chama.

É trama.

É lama.

O amor?

O amor é cama!



Publicado por Antonio Medeiro às 10:40
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 25 de Junho de 2010
Pedaço de mim

O amor, o que quis de mim?

Um nada, apenas um pedacinho de um nada.

Um tiquinho de nada da alma.

Uma minúscula pena da minha asa.

E fiquei torto, meio que pendendo pro lado.

Como se carregasse um fardo... um lapso.

Na tristeza dos olhos da minha amada.


Tags: , , , ,

Publicado por Antonio Medeiro às 11:38
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 4 de Junho de 2010
Não chore, meu bem!

Não chore, meu bem!

O amor perdeu o ritmo.

Perdeu o tempo

Perdeu-se na vida.

O amor caiu no abismo do tédio.

O amor se foi.

Não deixou migalha.

Lágrima.

Nome.

Nem um risco.



Publicado por Antonio Medeiro às 10:03
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 28 de Maio de 2010
Conclusão

A conclusão é uma só:

O amor, meu amor, envelheceu.

O coração arrefeceu...

E doeu...

E doeu...

E doeu...

Mas só o meu!



Publicado por Antonio Medeiro às 08:58
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 7 de Maio de 2010
E-mail

De: meu coração desesperado.com

Para: o seu hotmail.com

Querido amorzinho:

Estou há 3 dias e 3 noites afundando na vodka e na cerveja.

Dê uma passadinha aqui em casa, por favor!

Você tem 3 dias para salvar a minha vida.

Senão todo mundo vai ficar sabendo que quem me matou foi você.

Te amo!



Publicado por Antonio Medeiro às 09:08
Link do post | Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 26 de Agosto de 2009
Bilhete de despedida

Querido antigo amor:

Estou indo.

Tô deixando um envelope amarelo em cima da mesa.

Nele vai encontrar todo o meu desprezo por você.

Faça bom proveito!


Música: Variada

Publicado por Antonio Medeiro às 12:06
Link do post | Comentar | Ver comentários (3) | Adicionar aos favoritos

Domingo, 23 de Agosto de 2009
Conclusão

Do amor quero distância...

De um passo!

Que é onde te encontro!


Música: Variada

Publicado por Antonio Medeiro às 08:29
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 20 de Agosto de 2009
Reflexão

Pausa para reflexão:
O amor saiu de férias; o ciúme, não! 


Música: Variada

Publicado por Antonio Medeiro às 05:42
Link do post | Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos

Sábado, 8 de Agosto de 2009
Azilika Sane

A minha dor, Azilika, é só minha!

É minha e de mais ninguém.

Por favor, não dê pitacos na minha dor!

Você é suspeita.

Você é a minha dor.

E a dor não pode consolar a dor.

A dor aumenta a dor.

A minha dor.

Que dói pra caralho!

Como uma dor!

Minha diária dor!...

De amor!
.
TõeRoberto


Música: Variada

Publicado por Antonio Medeiro às 05:03
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 2 de Agosto de 2009
Yandoleide Flávia

Vamos combinar, Yandoleide!

Não amarre o amor.

Amor não se amarra.

Deixe o amor feliz.

Deixe o amor flutuar.

Deixe o amor amar.

Ame e deixe amar.

Que o amor é lindo.

Só se for bom de amar.
.
TõeRoberto

 


Música: Variada

Publicado por Antonio Medeiro às 05:03
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 30 de Julho de 2009
Xiloane Matilda

Um amigo me disse, Xiloane, que o amor se concretiza de fato e de direito após um único e patético evento!

Um peido!

Você soltar o primeiro peido perto de mim.

Eu soltar o primeiro peido perto de você.

Assino embaixo!

É o exato momento que passamos a saber que estamos fudidos pelo resto da vida.

Que o encanto se foi.

E que acabamos de ganhar um irmão/irmã/amigo/amiga.

O que não é tão ruim assim.

Podemos peidar à vontade.

Sem críticas!
.
TõeRoberto


Música: Variada

Publicado por Antonio Medeiro às 05:03
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 3 de Junho de 2009
ÉVAN PIOLA

Eu, Évan, não posso confiar no meu coração!

Eu não sei sofrer!

Sou um cagãozinho carente.

Qualquer coisinha me fode.

Me deixa encolhidinho.

Miudinho.

Viadinho.

Qualquer coisinha!...

Imagine você querer sair da minha vida!

Ô dó!!!
.
TõeRoberto-post in jampa/br


Música: Variada

Publicado por Antonio Medeiro às 05:03
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 17 de Janeiro de 2009
ELIZABETH TAÍS

Às vezes, Elizabeth, o amor vem em gotas!

Uma... duas... três!...

Como soro na veia.

Às vezes não sobrevivemos à demora exagerada da sua presença plena.

Outras vezes é como um tsunami.

Vem em ondas gigantescas.

E nos sufoca com a sua presença exagerada... e veloz.

O amor é sempre um saco!

Nunca nos realiza totalmente.

Sempre deixa no peito a sensação de vazio... ou saturação.

É o amor e a sua personalidade.

A incurável doença dos tolos.
.
TõeRoberto-post in jampa/pb
 


Música: Variada

Publicado por Antonio Medeiro às 05:03
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 3 de Janeiro de 2009
QUAINAH TAÍRA

Outro dia, Quainah, me perguntaram por que o amor dói tanto!

Honestamente?

Faço sempre a mesma pergunta!

Com 11 cicatrizes no coração insistente ainda não achei a resposta.

Não passei nem perto!

Mas uma coisa eu sei:

A cada dia dói mais!

O tamanho das feridas vai aumentando.

A resposta vai ficando mais distante.

E, sinceramente, a dor é tanta que não consigo suportar.

E é diária!

A ferida da 12ª cicatriz acaba de se abrir.

Não há nada no mundo que você possa fazer.

A não ser afiar perfeitamente o punhal afiado da sua indiferença.
.
TõeRoberto-post  in jampa/pb


Música: Dores de Amor - Luiz Melodia

Publicado por Antonio Medeiro às 05:33
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Amor de fato é pássaro, não carrapato.
Fevereiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


Posts recentes

Amor descompensado

Ciúme

Estigma

Pele

Vencimento

Pergunta

Fdp

Arquivos

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Julho 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Pesquisar neste blog
 
Ult. comentários
"louco por amor" foi o que me passou pela cabeça!
por acaso é mesmo!mas só pra ver por fora :) hahah...
Bom dia. É um belo teatro, não é?
olabem, tá muito boa essa apresentação breve ao am...
"Se voce me amasse, você me amava." Diga-se, talv...
Mais comentados
3 comentários
1 comentário
1 comentário
1 comentário
Links
Tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds