Terça-feira, 4 de Outubro de 2011
Bicho chato

Já fui um sujeito muito amado.

Compunha poemas para os meus amores.

Fazia serenatas em noite de lua.

Uivava feito um lobo esfomeado e apaixonado embaixo das suas janelas.

E isso foi durante muito tempo.

Mas o amor tem o mau hábito de nos deixar cegos.

Depois de tempos, comecei a enxergar a história dos meus amores.

Percebi que mais de 1 vez me amaram, depois desamaram, me amaram de novo, desamaram novamente, amaram de novo...

Lembro-me que eu escrevia e rasgava poemas, cancelei serenatas e chorava feito uma criança abandonada embaixo das suas janelas.

Um dia, de tanto vai e vem, enchi o saco e mandei o amor à merda.

E escrevi o meu último poema:

Amor, ô bicho chato!

E vivi feliz para sempre.



Publicado por Antonio Medeiro às 19:30
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 8 de Outubro de 2010
Amor incompreendido

Eu tentei que tentei te fazer entender.

Nós 2 não fomos feitos 1 para o outro.

Fomos feitos para o mundo.

Você?

Não entendeu nada.

Armada até os dentes de amor incompreendido me declarou guerra.

E estamos assim:

Nossa casa é um campo de batalha.

Você entrincheirada no quarto, eu na sala.

Sangue amigo pra todos os lados.

Mas amanhã eu te derroto.

Te pego de jeito, arranco o teu coração, exorcizo a tua alma...

E quero ver você me amar mais!



Publicado por Antonio Medeiro às 10:51
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 7 de Março de 2010
Não nasci para o amor

Definitivamente definitivo.

Não nasci para o amor.

Tentei de todas as maneiras amar o amor, idolatrar o amor, erguer um monumento para o amor.

Eu não tenho cola.

Todas as mulheres do mundo se foram.

Amores, paixões, obsessões, carências mórbidas, tudo se foi com o passar do tempo.

Sozinho novamente repenso o meu querer amar.

Repenso o meu querer arrepiar.

E me pergunto:

Qual é o meu limite de amar?

Qual é o meu limite de arrepiar?

Por quanto tempo eu consigo amar?

Por quanto tempo eu consigo arrepiar?

E me respondo:

Definitivamente o meu assunto é paixão!

Uma 1 ou 2 por semana.

Ou 3 ou 4.

Ou 10!

Mas paixão, porque de amor eu estou aposentado.

Escolado e experimentado.

Vacinado!

Descartado!



Publicado por Antonio Medeiro às 09:27
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 11 de Agosto de 2009
Boana Zila

Por que, Boana, você sempre coloca em cheque a possibilidade de eu te amar!

Por que a eterna e complexa pergunta: "você me ama?"

O que você quer que eu responda?

Como você quer que eu seja?

E se eu te perguntasse: você se ama?

O que você responderia?

Como você agiria?

O que devemos responder?

Como devemos agir?

Quem ama fica verde?

Quem é amado fica encantado?

Quem se ama fica iluminado?

Como é isto?

Eu não sei!

Só sei que responder a pergunta tão volátil é humanamente impossível.

Porque o amor não cabe plenamente no nosso humilde entendimento.

E somos todos analfabetos nas suas questões mais simples.

Desde o simplesmente amar!
.
TõeRoberto


Música: Variada

Publicado por Antonio Medeiro às 05:03
Link do post | Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 18 de Fevereiro de 2009
KELLY KELMA

Sinceramente, Kelly, o amor não fala mais a minha língua!

Ele, aramaico.

Eu, chinês antigo.

Não sei mais o que fazer.

Poliglota afetivo fui.

Não adiantou!

A linguagem do amor é inteligível.

O amor é como o Oriente Médio.

Todo mundo diz que quer a paz.

Mas do nada, a violência explode.

As pessoas se ferem.

Outras ficam horrorizadas.

E a inteligência não basta.

A verdade é uma só:

Somos coisas diferentes.

Ideias diferentes.

Projetos de vidas diferentes.

E a língua se enrola.

E só entendemos em alto e bom tom as agressões.

E o amor vai perdendo seu encanto universal.

E vai se tornando uma piada.

De mau gosto.

Que é o que ele é!
.
TõeRoberto-post in jampa/pb


Música: Variada

Publicado por Antonio Medeiro às 05:03
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 31 de Dezembro de 2008
OLDA MAYA

Sem mais nem menos, Olda, você foi entrando na minha vida!

Um telefonema gostoso.

Um e-mail apimentado.

Um beijo de novela.

Um amor endiabrado.

Um entregar-se desmesurado.

É uma merda!

Eu jurei pra mim mesmo a negação de todos os amores.

Jurei viver na bronha, com a roupa sem passar, na base do hambúrguer.

Sozinho!

E, hoje, te vejo entrar pela porta da frente.

Alegre, extrovertida... sorrateira!

Dona do pedaço!

Plena!

Eu me encolho no sofá.

O filme se passa na minha cabeça.

O enredo é um só!

Outra vez fudido e mal pago!

A história final da minha vida!

A cada novo amor que me inferniza.
.
TõeRoberto-post in jampa;pb


Música: Além De Tudo - Benito Di Paula

Publicado por Antonio Medeiro às 06:03
Link do post | Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 19 de Setembro de 2008
POLINÉSIA ELBA

 - Ah, Polinésia Elba, todos os dias da vida são enfadonhamente iguais!

- Sobreviver!

- A horrível tarefa de sobreviver!

- Às dores, às dívidas, ao trabalho, às querelas existenciais... aos amores mal resolvidos!

- Conto os dias nos dedos... e estou cansado!

- Cansado de estar cansado!

- Cansado, Polinésia, de todos os dias, ajoelhado aos seus pés, mendigar o seu silêncio!

- Um sossegozinho de nada!

- Ou um perdão!

- Não somos todos pecadores?
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB


Música: Flor da pele - Zeca Baleiro

Publicado por Antonio Medeiro às 06:12
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Amor de fato é pássaro, não carrapato.
Fevereiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


Posts recentes

Bicho chato

Amor incompreendido

Não nasci para o amor

Boana Zila

KELLY KELMA

OLDA MAYA

POLINÉSIA ELBA

Arquivos

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Julho 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Pesquisar neste blog
 
Ult. comentários
"louco por amor" foi o que me passou pela cabeça!
por acaso é mesmo!mas só pra ver por fora :) hahah...
Bom dia. É um belo teatro, não é?
olabem, tá muito boa essa apresentação breve ao am...
"Se voce me amasse, você me amava." Diga-se, talv...
Mais comentados
1 comentário
1 comentário
Links
Tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds