Quarta-feira, 12 de Novembro de 2008
RÂMISA ELEONORA

O último dia das nossas vidas conjuntas, Râmisa, não será o último!

Mesmo na idade dos 'entas' somos ainda jovens.

Capazes de reviver/reamar/reapaixonar.

Capazes de arrepiar, de se produzir, vestir uma roupa 'da hora' e sair por ai à procura da vida.

Que pulsa sorrateiramente no fundo do meu coração dividido.

Que ainda te ama pra caralho!

Minha cinqüentona maravilhosa!
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB


Música: Todo Sentimento - Nana Caymmi

Publicado por Antonio Medeiro às 05:09
Link do post | Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 16 de Setembro de 2008
MALENE ROSE

- Ah, Malene Rose, eu tô mesmo ficando velho!

- Dói daqui, dói dali e eu vou ficando cada dia mais distante de você.

- Coisas da vida!

- Ainda mais agora que você deu de se produzir: cabelos, unhas, maquiagem, roupas, carro novo; academia todos os dias; plástica nos seios, no rosto...

- Eu, de longe, no desalento da minha idade, vou contando os dias que faltam para a minha execução.

- Afinal, Malene, 1/4 de século são bem menos que mais de mais de 1/2 século!

- E envelhecer no meio do frescor da juventude é patético.

- E deixa na boca um gosto amargo de solidão!
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB


Música: Dança da Solidão - Marisa Monte

Publicado por Antonio Medeiro às 04:46
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 13 de Março de 2008
LICÍLIA ALBERTA

- Ah, Licília Alberta, esta noite quando olhei pra você - dormindo - tive certeza de uma coisa: o tempo é um monstro que devora a juventude e a beleza!

- Te olhei, revirei os seus cabelos, olhei a sua boca, o seu rosto, os seus seios e vi os sinais ferozes dos últimos 20 anos.

- Corri para o espelho e levei o maior susto da minha vida: dei de cara com um estranho - um sujeito que eu não conheço me olhava com um ar triste e preocupado.

- Eu, na madrugada, com dois estranhos dentro de casa: um na cama e outro no espelho, teimando em me olhar nos olhos.

- Triste, Licília, muito triste o dia que descobrimos que o tempo passou!

- Talvez, agora, 02 estranhos que somos, possamos sair em busca do tempo perdido e reviver, com fúria, o grande amor da nossa juventude envelhecida!
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in João Pessoa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 05:40
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Amor de fato é pássaro, não carrapato.
Fevereiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


Posts recentes

RÂMISA ELEONORA

MALENE ROSE

LICÍLIA ALBERTA

Arquivos

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Julho 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Pesquisar neste blog
 
Ult. comentários
"louco por amor" foi o que me passou pela cabeça!
por acaso é mesmo!mas só pra ver por fora :) hahah...
Bom dia. É um belo teatro, não é?
olabem, tá muito boa essa apresentação breve ao am...
"Se voce me amasse, você me amava." Diga-se, talv...
Mais comentados
1 comentário
Links
Tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds