Quinta-feira, 13 de Novembro de 2008
SILVIEMIRLA TAÍSA

Como diz a música:

 

"Quem sou eu/pra ter direitos exclusivos sobre ela..."

 

Não sei quem sou eu, Silviemirla, mas fique sabendo que eu sou é foda!

Tá vendo o tamanho desses bíceps?

Dessas mãos?

Desse ciúme?

Então, esqueça a questão filosoficamente babaca da música e fique na sua.

Melhor:

Não dá um pio!

Que hoje eu tô com os cornos virados.

Vestido para matar.

E carente da minha virilidade.

Eu sou assim!

Mas há momentos em que eu acho que sou macho demais.

Mas lá no fundo!...

Sei não!

Todo macho muito macho tem alguma coisa de viadagem intrínseca.

Com todo o respeito do mundo!

Aos machos!
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB


Música: Matriz Ou Filial - Jamelão

Publicado por Antonio Medeiro às 03:27
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 5 de Novembro de 2008
KLEUMIRA HELOÍSA

Tudo, Kleumira, começou naquele mês de janeiro!

Lembro-me!

Os trovões retumbavam ao longe e o clarão avermelhado da tarde tingia de sangue as montanhas distantes.

Você estava lá, à minha frente, cobrindo com seus cabelos esvoaçados a visão do horizonte.

Um ser iluminado!

Absorta e distante da vida, viajando pelo vale do encantamento.

E vi quando você se virou.

E o balanço lento dos seios pequeninos me pegou de surpresa.

E eu não pude resistir!

Imediatamente o mundo girou na minha cabeça.

E a orquestra sinfônica do instinto executou no meu coração a música da minha iniciação.

O amor se apoderou de mim com tal força  e amplidão que eu choraminguei, em silêncio, a sua ausência no meu passado.

E uivei como um cão para a noite que se aproximava.

E peguei na sua mão.

E o amor se consumou em todos os seus detalhes.

O tempo passou.

E passou...

E aqui estou, hoje, lhe observando.

Os janeiros das nossas vidas não lhe corromperam.

Iluminada você continua.

Ainda viajando pelo vale do encantamento.

Com os cabelos esvoaçados.

Com o balanço lento dos seios pequeninos me surpreendendo a cada dia que passa.

(...)

E eu nunca mais deixei de uivar!

Amor da minha vida!
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB


Música: She - Charles Aznavour

Publicado por Antonio Medeiro às 08:09
Link do post | Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos

Amor de fato é pássaro, não carrapato.
Fevereiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


Posts recentes

SILVIEMIRLA TAÍSA

KLEUMIRA HELOÍSA

Arquivos

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Julho 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Pesquisar neste blog
 
Ult. comentários
"louco por amor" foi o que me passou pela cabeça!
por acaso é mesmo!mas só pra ver por fora :) hahah...
Bom dia. É um belo teatro, não é?
olabem, tá muito boa essa apresentação breve ao am...
"Se voce me amasse, você me amava." Diga-se, talv...
Mais comentados
1 comentário
Links
Tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds