Terça-feira, 9 de Dezembro de 2008
TAYANNE GRIZZ

A 1ª companheira que tive, Tayanne, gostava de ficar deitada nua, bebericando, ouvindo os meus poemas.

A 2ª tinha ciúmes dos meus poemas.

Antes de colocá-los no mundo, eu tinha que mostrá-los a ela.

A 3ª gostava de sentar-se no meu colo, transando, olhando nos meus olhos e ouvindo os meus poemas.

A 4ª via nos meus poemas um divisor de águas.

Achava que os meus poemas atrapalhavam a nossa relação.

A 5ª, quando descobriu que eu era poeta - escondi dela - achou que eu fosse viado e me abandonou.

A 6ª exigia que eu escrevesse um poema para ela todas as semanas.

A 7ª, você - Tayanne - gostou dos meus poemas durante sete meses.

Lembra-se?

Até que você descobriu um poema que eu fiz para a 3ª e botou fogo em tudo.

E ainda hoje, você fica arrepiada só de pensar que eu posso escrever um poema.

Seja que poema for.

Pra quem for!

Fazer o quê?

Você manda, meu amor!

Vamos deixar a poesia pra lá.

E vamos continuar a fazer o que melhor fazemos.

Fuder!!!

Porque sexo - não tem nem comparação - é muito melhor que poesia!

E também arrepia!

.
TõeRoberto-post in jampa/pb


Música: Homem com H - Ney Matogrosso

Publicado por Antonio Medeiro às 07:05
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 28 de Agosto de 2008
TIBURCIANE VALÉRIA

- Ah, Tiburciane Valéria, a coisa anda feia!

- Tô aqui a 4532 kms de distância de você e não há nada que eu faça que amenize o meu desespero.

- O hábito de dormir com a perna entre as suas pernas, com a cabeça nos seus seios, com a mão no seu vulcãozinho nervoso me tira o sono.

- Me dá olheiras e dores no braço tamanha a quantidade de punhetas que eu ando dedicando a você.

- E me dói a cabeça!

- Porque sei que você não é como eu e não fica perdendo tempo com estas porcariadas de sexo virtual.

- E parte logo pros finalmentes.

- E mata as suas saudades de mim  nos braços de quem quer que seja.

- E grita o meu nome pra amenizar a culpa.

- E continuar no dia seguinte, e no seguinte, e no seguinte...

- E eu, Tiburciane, aqui do alto da minha erótica solidão - e com os cornos doendo - abraço a sua fotografia e sonho que sou eu que estou no meio das suas pernas, com a cabeça nos seus seios, com o pau no seu vulcãozinho nervoso!

- E gemo o seu nome no silêncio da madrugada.

- Me encolho feito uma veadinho acuado.

- E ainda agradeço por você existir!
.
(Fonte: Texto - Autoria de TõeRoberto)
Post in Jampa/PB



Publicado por Antonio Medeiro às 04:11
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Amor de fato é pássaro, não carrapato.
Fevereiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


Posts recentes

TAYANNE GRIZZ

TIBURCIANE VALÉRIA

Arquivos

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Julho 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Pesquisar neste blog
 
Ult. comentários
"louco por amor" foi o que me passou pela cabeça!
por acaso é mesmo!mas só pra ver por fora :) hahah...
Bom dia. É um belo teatro, não é?
olabem, tá muito boa essa apresentação breve ao am...
"Se voce me amasse, você me amava." Diga-se, talv...
Links
Tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds